FEI vence a 10ª edição do Fórmula SAE Brasil-Petrobras

Vitória fortalece a equipe para a final mundial nos Estados Unidos, programada para 2014

O Centro Universitário da FEI é o grande vencedor do Fórmula SAE Brasil – Petrobras, que ocorreu em Piracicaba (SP), de 1 a 3 de novembro. A FEI disputou com 37 equipes de universitários de todo o Brasil em duas categorias, Combustão e Fórmula Elétrico. Já favorita na categoria Combustão, a equipe da FEI ganhou o troféu nacional pela sétima vez (2006, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012 e 2013) ao conquistar a melhor pontuação em projeto nas provas de aceleração, estabilidade lateral e no enduro de resistência, de 22 km. Próxima etapa será a final mundial, programada para 14 a 17 de maio, em Michigan (Estados Unidos).

Desenvolvido pelos alunos de Engenharia Mecânica e Engenharia Elétrica, sob supervisão dos professores, o protótipo RS8 – vencedor da categoria Combustão – tem como pontos fortes a confiabilidade, manobrabilidade  e baixa massa (peso). Entre os destaques do carro estão: a utilização do pacote aerodinâmico, que permite maior força de contato pneu/solo, e o controle de tração inteligente, que faz a leitura das velocidades nas quatro rodas e coordena o torque disponibilizado pelo motor, garantindo excelente desempenho longitudinal.

“Esse resultado reflete a seriedade da FEI e dos alunos em relação ao projeto Fórmula. Para essa competição, fizemos ajustes nos carros principalmente na dinâmica lateral e testamos com sucesso o novo pacote aerodinâmico”, diz o professor Roberto Bortolussi, coordenador do curso de Engenharia Mecânica da FEI e também do projeto Fórmula.

Nos três dias de competição, os carros foram avaliados em provas estáticas e dinâmicas. As equipes também fizeram apresentações técnicas, que incluem projeto, custo e apresentação de marketing, em que é destacada a viabilidade econômica e comercial do carro. Os protótipos passaram por avaliação rigorosa da segurança e de itens do regulamento. No segundo dia, foram feitas as provas de aceleração, em uma reta de 75 metros, e de estabilidade lateral. A prova mais difícil ocorreu no domingo: o enduro de resistência de 22 km. Todas as etapas são pontuadas de forma diferente, para garantir que o melhor conjunto de projeto e carro vença o desafio.

“Conquistar o heptacampeonato, sendo seis vitórias seguidas, é o resultado de trabalho duro em equipe e comprometimento com um único objetivo”, comemora Renato Fontana, aluno de Engenharia Mecânica e capitão da equipe da FEI.

Na categoria Fórmula Elétrico, a FEI ficou em 2º lugar, mesma colocação do ano passado. No entanto, este ano o carro da FEI teve desempenho melhor em relação a 2012: completou metade da prova de enduro. Essa categoria utiliza tecnologias novas, ainda em desenvolvimento, com uso de componentes importados, e promete evoluir a cada edição.

O Fórmula SAE é uma competição estudantil organizada pela Society of Automotive Engineers (SAE), que começou em 1978, no Texas (Estados Unidos), inicialmente denominada SAE Mini Indy. No Brasil, a 1ª competição do Fórmula SAE ocorreu em 2004.

Fonte: FEI