Empresas situadas na Unisinos estão entre as que mais crescem no Brasil

Levantamento traz a lista das organizações mais bem-sucedidas em suas estratégias ao longo dos últimos três anos

foto
 
Dois empreendimentos sediados na Unisinos marcaram presença no ranking que apresenta as 250 Pequenas e Médias Empresas que Mais Crescem no Brasil, segundo pesquisa realizada pela Deloitte, em parceria com a revista Exame PME. O levantamento traz a lista das organizações mais bem-sucedidas em suas estratégias ao longo dos últimos três anos, de 2010 a 2012.
 
Situadas no Parque Tecnológico São Leopoldo Unisinos Tecnosinos, as empresas ALTUS Sistemas de Automação S.A. e DIGISTAR Telecomunicações S.A. são destaque na área de Tecnologia da Informação. “A presença destas organizações como líderes em crescimento no Brasil, reitera a importância do ambiente criado pelo Tecnosinos, especialmente dando suporte as ações de mercado e inovação tecnológica”, afirma a diretora do Parque, Susana Kakuta. 
 
De acordo com a pesquisa, a ALTUS acumula um crescimento de 67,4% no período pesquisado e tem uma expansão média anual de 29,4%. Para o diretor financeiro da empresa, Fabiano Favaro, o resultado está alicerçado na estratégia de operar fortemente em segmentos que receberam muitos investimentos como, por exemplo, o elétrico, o óleo e o gás. Outro fator está no desenvolvimento de produtos de classe mundial. “Para manter esse crescimento apostamos na constância de propósito e atenção aos sinais dos mercados em que atuamos”, completa o diretor.
 
A DIGISTAR, outra empresa em destaque, teve um desenvolvimento total de 25,8% e anual de 12,2%. Para o diretor superintendente, Oldemar Brahm, o resultado é fruto do crescimento contínuo da empresa. “A Digistar permanece atenta ao mercado, investindo pesado em desenvolvimento tecnológico. Possui três unidades de P&D, o que lhe permite ter um portfólio inovador, que foca em novas tecnologias e em soluções unificadas para o mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação”, reitera Brahm.
 
Em sua oitava edição, o levantamento apresenta dois focos. Além, das empresas emergentes do momento, a pesquisa também traz um estudo sobre o perfil do empreendedor, realizado com empresários que figuraram no ranking pelo menos uma vez ao longo desses anos.  Ainda, de acordo com os dados, as pequenas e médias empresas são os motores da economia do Brasil, com uma grande representatividade na geração de empregos e riquezas.
 
Fonte: Unisinos