Curso de Especialização trabalha a cadeia produtiva de um móvel

Aula serão realizadas em Bento Gonçalves (RS)

foto
 
Uma nova turma da Especialização em Design Moveleiro da Unisinos começa no próximo dia 4 de outubro. As aulas acontecem em Bento Gonçalves. Para a coordenadora do curso, Vera Lucia Mascarello, não poderia ser diferente: “Bento tem o maior polo moveleiro do país”. E ela está certa. Só em julho deste ano, a cidade faturou mais de R$ 212 milhões com a indústria de móveis, segundo dados do Sindicato das Indústrias do Mobiliário do município. Além disso, hoje existem 300 empresas do setor na cidade, que geram 11 mil empregos.
 
Vera frisa que a especialização não é focada só no projetista, mas em toda a cadeia produtiva de um móvel, do produto ao serviço. “O aluno tem a possibilidade de criar um sistema completo”, afirma. Giulio Palmitessa, também coordenador do curso, destaca que as atividades levam a uma visão global do mercado. “É um curso que abrange o produto avaliando-o como comunicação e serviços agregados também”.
 
Segundo a coordenadora, a inovação está presente no curso: no conhecimento integrado e na criação de projetos com utilização de novos materiais. “Formamos um profissional diferenciado”, garante Vera. “Cada vez mais as empresas estão buscando profissionais assim”.
 
A organização curricular da especialização é composta por seis módulos fixos e um módulo internacional optativo. Nas disciplinas, são trabalhados conceitos como “design”, “tendências”, “direção de arte”, “marca”, “tecnologia” e “consumo”. Entre os atrativos do curso estão visitas a empresas do setor moveleiro e produção de fotografias em estúdio. As aulas incluem até o estudo dos meios de comunicação, para que os estudantes aprendam como passar a imagem do seu produto para o mercado. Além disso, é explorado a exposição dos produtos em feiras ou em uma loja conceito — com elaboração de catálogos e estandes -, para valorizar e consolidar a marca.
 
As aulas práticas ocorrem no Instituto Tecnológico do Mobiliário do Senai Cetemo em Bento Gonçalves — uma referência nacional, segundo Palmitessa. O professor enfatiza que, no curso, são utilizados metodologias e recursos de profissionais do Rio de Janeiro e da Itália e que os alunos prototipam os próprios projetos.
 
Para outras informações e inscrição, acesse a página do curso no site da Unisinos aqui.
 
Fonte: Unisinos