FEI leva a exposição Bike Innovation para a 33ª Feira de Projetos Futuristas

Os visitantes da ProjETE 2013 irão conhecer modelos de bicicletas inovadores e um uniforme tecnológico desenvolvidos pela FEI

foto
 
Duas réplicas de bicicletas, uma criada por Leonardo da Vinci (1490) e outra pelo francês Conde Mede de Sivrac (1800), e uma bike futurista, inspirada em bicicletas de competição, construídas pelo Centro Universitário da FEI, estarão expostas na 33ª Feira de Projetos Futuristas – ProjETE 2013. A feira ocorre de 3 a 5 de outubro, durante a Semana da Eletrônica da ETE FMC – Escola Técnica de Eletrônica Francisco Moreira da Costa, em Santa Rita do Sapucaí (MG).
 
A FEI irá expor, ainda, um uniforme para ciclistas que incorpora em sua confecção inovações tecnológicas que propiciam melhor desempenho, conforto e segurança aos atletas. As criações foram desenvolvidas pelos Departamentos de Engenharia Mecânica, Engenharia de Materiais e Engenharia Têxtil.
 
A Instituição também promove, no dia 4 de outubro, às 14 horas, uma palestra sobre Redes Complexas, ministrada pelo prof. Rodrigo Filev, do Departamento de Ciência da Computação do Centro Universitário da FEI. “Nesta palestra, apresentarei um panorama sobre esta área recente da Computação, que explica por meio de algoritmos como a Internet se organiza, como as redes sociais sugerem amigos para uma determinada pessoa, além de outros casos que demonstram a importância e aplicação deste conceito em diversos segmentos”, diz o prof. Filev.
 
“A ETE FMC é uma escola com tradição na formação de alunos nas áreas de eletrônica e telecomunicações. Participar da ProjETE é uma forma de mostrar nossa excelência em projetos inovadores e conquistar futuros alunos”, afirma a professora Rivana Basso Fabbri Marino, vice-reitora de Extensão e Atividades Comunitárias do Centro Universitário da FEI.
 
A ProjETE reúne projetos das áreas de automação, eletrônica, biomédica e telecomunicações voltados para aplicação em saúde, informática, inclusão, resgate, aeronáutica, trânsito, sustentabilidade, prevenção de acidentes e esportes. Com foco principal em inovação e criatividade, as invenções foram desenvolvidas por alunos do Ensino Médio e Técnico, entre 15 e 17 anos, e do curso Técnico Noturno, da ETE.
 
Fonte: FEI