Fórum Inter-religioso sobre xamanismo

Palestrante foi a xamã Regina Oliveira

foto
 
O xamanismo foi tema da reunião do Fórum Inter-religioso da Unicap (Universidade Católica de Pernambuco) na tarde desta segunda-feira (16).  O encontro sobre esta prática religiosa, que mantém relação do sagrado com estados alterados de consciência, teve como palestrantes a xamã (sacerdote do Xamanismo), Regina Oliveira, e a professora de história e mestranda em Ciência da Religião, Andréa Caselli.
 
Assim como as outras sessões, promovidas pelo Fórum, o momento foi utilizado para debater e desmistificar os rituais religiosos. “Nós temos aprofundado não apenas as grandes religiões, mas buscamos compreender o que há de experiência de Deus nos diferentes grupos”, frisou o coordenador do Mestrado em Ciência da Religião e organizador do evento, Gilbraz de Souza Aragão.
 
A história do xamanismo, como este surgiu e como é tratado aqui no Brasil, foram alguns dos pontos abordados durante o evento. Para que a plateia pudesse entender melhor a doutrina xamânica, foi apresentado um vídeo, produzido pelo mestre em Ciência da Religião e produtor audiovisual da Unicap, Luca Pacheco, mostrando a rotina dos xamanistas do Espaço Sagrado da Grande Mãe, localizado em Vitória de Santo Antão.
 
fotoO xamanismo, que surgiu no paleolítico, é uma das manifestações espirituais mais antigas e não pertence a um determinado povo ou cultura. A sacerdotisa da Ordem Mística Xamânica, Regina Oliveira, destacou algumas características das práticas xamânicas. “O xamanismo não tem lideranças, não existe uma política, ocorre sim a relação diretamente do homem com a natureza.”
 
A xamã, também relatou a onipresença de rituais como o totemismo, que baseia-se na crença da influência de animais e plantas sobre determinado grupo de pessoas, em diversas religiões. “Ele está em todas as religiões porque o xamanismo é a base de todas as manifestações religiosas.”
 
Fonte: Unicap