Madrigal Marlos Nobre emociona com a apresentação do recital “Árias e Duetos”

Vários solistas participaram da apresentação

fotoCom vozes poderosas e harmoniosas, o Madrigal Marlos Nobre trouxe as óperas clássicas em um recital cheio de alternâncias vocais, na Igreja da Madre de Deus, em Recife (PE). Entre os solistas estavam presentes Fernando Nascimento, Rodrigo Cruz, Adonis Silva, Patrícia Maria e Mônica Muniz, além do regente, o Ir. Lindbergh Pires.
 
Pires ressaltou a importância das árias em uma obra. “As óperas, desde o seu surgimento na renascença, são constituídas por um enredo, em que os personagens principais têm uma melodia própria deles. Como em uma novela, onde o ator tem uma música que o represente, quando um compositor quer se expressar pessoalmente, eles elaboram uma ária”, explicou.
 
O recital começou com a voz poderosa do solista Rodrigo, que interpretou as árias “In diesen heil%u2019gen Hallen”, “A te l%u2019estremo%u2026 II lacerato spirito” e “La Calunnia%u2026”. Patrícia e Mônica formaram um dueto em “Ô nuit, ô nuit d%u2019amour%u2026” e também fizeram solo, a primeira com “Mon Couer” e a segunda com “Habanera”. Na segunda parte do recital, Fernando trouxe a sua emoção nas árias “Le veux d%u2019or%u2026” e “Pari siamo”. Adonis fechou a noite com “La vita inferno l%u2019infelice%u2026” e “Ella me fu rapita%u2026 Parmi verder lagrima”, além do dueto “E lui desso I%u2019infante%u2026 Dio Che nell%u2019alma”, com o solista Fernando Nascimento. Ao final, os convidados aplaudiram de pé a brilhante apresentação.
 
Fonte: Unicap