Moda e consumo foi tema no Design Mais da Unisinos

Foco é fomentar a discussão e o interesse pela área

foto
 
A concepção de design, cada vez mais, está aliada ao cotidiano das pessoas. A ideia de moda ultrapassou as passarelas e hoje tem a ver com atitude e pertencimento. Nesse clima de enxergar o que existe além, o evento Design Mais da Unisinos se propõe a mostrar a estreita relação entre design e tudo mais que nos cerca. 
 
A iniciativa nasceu junto com a escola em 2006 e no começo acontecia no formato de palestras. Em 2010, na busca por mais interatividade, o encontro enfocou o debate e segue assim até hoje. A coordenador a das especializações em Design Estratégico e Design de Moda, Paula Visoná, apontou o objetivo principal do evento como sendo a relação entre o design e outras áreas do conhecimento. “Nosso foco é fomentar a discussão e o interesse pela área do design”, explicou.
 
Os palestrantes foram Fernanda Feijó (Lojas Renner), Cristina Dittgen (Credeal) e Laureano Mon (Observatório de Tendências do INTI/Argentina).  Fernanda destacou a mudança do perfil do consumo. “Antes era das passarelas para as ruas e agora é das ruas para as passarelas. Hoje a moda está mais democrática e as ruas estão estimulando a criação dos estilistas”, revelou. Sobre o Design Mais, Fernanda destacou “É importante para os alunos terem uma visão de mercado. E para as empresas como uma reciclagem. É super relevante essa troca entre as partes”, concluiu.
 
Cristina destacou a relação entre a produção de cadernos e a moda e frisou que o universo do design extrapola as passarelas e invade muitos setores da sociedade. Laureano contou que essa é a segunda vez que participa do evento e acha que esse momento é muito importante para os estudantes terem um olhar de quem trabalha no mercado e para refletir sobre os conceitos da área do design. “Sobre moda e comportamento de consumo quero destacar a importância de pensar o consumidor como algo mais complexo do que o marketing propõe. Como alguém com desejos, necessidades e um comportamento contraditório – em que consumo faz parte desse comportamento”, frisou.
 
Fonte: Unisinos