Projetos de formandos da FEI atraem a indústria

Exposição em São Bernardo (SP) mostrou de perto o trabalho dos alunos

foto
 
Um dos objetivos do Centro Universitário da FEI é formar profissionais dinâmicos, inovadores e empreendedores, capazes de enfrentar desafios cotidianos na indústria, e de trazer soluções para diversos problemas do dia a dia da sociedade. E por meio de trabalhos de conclusão de curso apresentados pelos formandos da Engenharia e Ciência da Computação, entre os dias 11 e 17 de junho, no campus São Bernardo do Campo, foi possível conferir de perto esse trabalho dos alunos.
 
Foram mais de 40 projetos que apresentavam soluções e ideias para diversas áreas, como a construção civil, na qual formandos de Engenharia Civil desenvolveram um projeto para orientar as pessoas a fazerem vistoria final no apartamento antes de fechar o contrato de compra; e outros com foco na preservação do meio ambiente com diversos trabalhos envolvendo a busca por fontes renováveis. Já os formandos de Engenharia Elétrica se preocuparam com a mobilidade urbana e projetaram um sistema autônomo via comando de voz para acessibilidade de cadeirantes, que proporciona aos usuários uma melhor condição de locomoção, facilitando o transporte em veículos automotivos usando uma rampa elevatória controlada pela voz.
 
Antes mesmo de serem apresentados, os projetos já chamaram a atenção da indústria, como o da aluna de Engenharia Têxtil, Marcia Bello Corteso. A estudante desenvolveu um bolso para bermuda de surfista, com zíper, costura impermeável e uma película impermeabilizante aplicada sobre o tecido capaz de proteger o celular e a chave do carro ou carteira com dinheiro e documentos sem molhar.
 
Uma grande empresa do setor se interessou pela inovação e deve incorporar a peça nas bermudas da marca. “Eu sempre quis encerrar a minha história com a FEI desenvolvendo um trabalho de conclusão de curso que desse resultado, ou seja, que fosse aproveitado pela indústria, e isso só esta sendo possível graças a tudo o que eu aprendi”, comemorou a formanda.
 
ftooReconhecimento comprovado
Em todas as exposições e apresentações dos trabalhos de formatura da FEI, profissionais de diversas áreas da indústria são convidados a fazerem parte da comissão avaliadora dos projetos. Fernando Herreira Neto, diretor geral da Olsa América – Multinacional Italiana da área de peças automotivas – ficou impressionado com a qualidade dos trabalhos apresentados, em especial pela inovação.
 
“O Brasil está precisando de um choque de inovação. A burocracia, impostos e outras barreiras ainda impedem que ideias inovadoras como as que vimos nessas Expos sejam viabilizadas. A indústria ainda está muito longe da universidade e essa ponte precisa ser estreitada, principalmente quando você vê futuros profissionais como esses aqui da FEI, que conseguem unir o conhecimento teórico com a aplicação prática”, declarou o executivo.
 
Fonte: FEI