Oficina de Afetividade e Sexualidade celebra 25 anos

A atividade é realizada na CAJU desde 1988 e já atendeu mais de mil jovens

A primeira etapa da edição 2013 das oficinas de Afetividade e Sexualidade da CAJU foi realizada em junho e celebrou os 25 anos de sua existência, que já atendeu mais de mil jovens. O tema desta primeira etapa foi “A pessoa do jovem – História de vida, família, vínculos e redes de relações” e teve como objetivo levar os jovens a reflexões sobre a infância, os vínculos familiares e as relações pessoais.

As atividades da oficina foram desenvolvidas por meio de dinâmicas, conversas, apresentações e vivências. Segundo Shirley Gabina, coordenadora da oficina, temas como comunicação, realidade social, econômica, política e cultural são alguns dos pontos trabalhados durante a atividade.

“Os temas das oficinas são trabalhados processualmente, tendo como eixo central a integração e o desenvolvimento dos adolescentes e jovens. As oficinas são preparadas com a participação de todos os assessores”, contou a coordenadora.

Shirley já participou da oficina, que acolhe e discute os temas que fazem parte da vida dos jovens. Pra ela esse é um dos motivos para que a oficina exista há 25 anos.

“A proposta foi constituindo espaço de partilha, convivência e troca de experiências. Sua metodologia tem possibilitado aos jovens o despertar para um compromisso sincero de resgate e ressignificação de suas historias de vida. A oficina possibilita o reconhecimento do jovem como sujeito de direitos e protagonista de sua própria história”, afirmou Shirley.