Jovens voluntários vivem a expectativa do MAGIS 2013 e da JMJ

Junto com jovens de outros países, eles vão participar de atividades sociais, culturais e espirituais

Dedicados a causas sociais e seguidores da espiritualidade inaciana os jovens Yuri Rebello, de Belém do Pará, Carolina Fabiola de Carvalho, do Rio de Janeiro, e Renato Brigati Morse Telles, de São Paulo, vivem a expectativa de participar do MAGIS 2013 e da Jornada Mundial da Juventude – JMJ Rio 2013, em julho.

Esses três jovens passaram pela experiência de ajudar outras pessoas, por meio de voluntariados em ações sociais transformadoras e cada um, a seu modo, propaga a espiritualidade inaciana entre os jovens. No MAGIS eles Irão se juntar a cerca de 2 mil jovens, de diferentes nacionalidades, para participar de atividades sociais, ecológicas, espirituais, e culturais, numa peregrinação por mais de 40 cidades brasileiras, do interior a grandes capitais.

O MAGIS é o maior encontro pré-Jornada e é promovido e organizado pela Companhia de Jesus, este ano o encontro dos jovens inacianos reunirá uma das maiores delegações da Jornada Mundial da Juventude, por isso a expectativa para o evento só aumenta. 

Um dos fundadores do Centro Magis de Juventude, em Belém do Pará, Yuri Rebello, 22 anos, estudante de arquitetura e urbanismo, é voluntário na organização nacional do MAGIS, como integrante da equipe de metodologia. No evento ele usará suas habilidades em pintura e artesanato para pensar em elementos de composição do palco para os eventos de arte e cultura, programados para Salvador e Rio de Janeiro. Com domínio do inglês e do espanhol e um pouco do francês, a comunicação não será um obstáculo. “Estamos nos empenhando para que tudo seja divino”, afirmou.

Voluntária no projeto Construindo o Saber, da ONG Eu Penso no Futuro, a estudante de jornalismo, Carolina Fabiola de Carvalho, 19 anos, vai participar pela primeira vez do MAGIS e da JMJ. “Sou voluntária no MAGIS, faço parte da equipe de recepção dos jovens que se hospedarão no Colégio Santo Inácio, no Rio de Janeiro. Não vejo a hora de estar nesse encontro”, disse Carolina.

Envolvido em projetos sociais desde os 14 anos de idade, Renato Brigati, 23 anos, já participou do MAGIS e do JMJ da Espanha, em 2011. Hoje, formado em história, é professor no Colégio São Francisco Xavier, em São Paulo, e também é Agente da Pastoral da Companhia de Jesus. Este ano ele será um dos coordenadores da equipe de Animação e Cultura, responsável pela acolhida dos peregrinos, pela animação do encontro e pelo roteiro histórico-cultural.

Brigati participa ativamente de ações de voluntariado, visita creches, hospitais, asilos, movimentos de trabalhadores sem terra e frequenta retiros espirituais e grupos de oração com outros jovens. Segundo ele o MAGIS é um momento único para os jovens inacianos. “Como educador, acredito que as pessoas que virão ao MAGIS serão multiplicadoras da mensagem de justiça, paz, fraternidade, igualdade e acolhimento. E é por acreditar nisso que sou um voluntário do encontro”, afirmou.