Catarinense oferece oficina de robótica

Objetivo é desenvolver nos alunos o pensamento crítico e a habilidade para solucionar problemas

O Colégio Catarinense, a partir do Projeto Magis, implantou, desde o início do ano letivo de 2013, oficinas de Robótica Educacional. Atualmente, o projeto conta com quatro grupos, distribuídos no programa Líder, que abrange as turmas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, e no programa Gênius, com turmas do 1º ao 5º ano.

As turmas do Líder, que trabalham com o modelo NXT da Lego, já fizeram atividades de reconhecimento dos sensores de distância, intensidade sonora, rotação, luminosidade e toque. Construíram, também, modelos robóticos, utilizando os motores e os sensores de distância para identificar paredes ou objetos e ainda fizeram a utilização de diferentes engrenagens para ganhar velocidade ou torque.

As turmas do Gênius, que trabalham com o modelo WeDo da Lego, também fizeram atividades de reconhecimento das principais peças do conjunto, assim como do motor e dos sensores de inclinação e de proximidade. Construíram robôs ligados à prática de esportes, como um usado para chutar uma bola, outro para defender um gol e outro, ainda, para jogar golfe. Além disso, houve momentos de criação livre, fora dos manuais, para estimular a criatividade na resolução de um problema específico, que, no caso, foi o transporte da caixa de peças.

Segundo os educadores envolvidos nas oficinas, o aproveitamento tem sido bastante significativo, pois, conforme vão se familiarizando com as peças e com a programação, os alunos interagem e criam gosto pelas atividades e pelas aulas. A assiduidade do grupo nas aulas tem sido o forte diferencial dessa atividade.

Fonte: Colégio Catarinense