Tecnosinos apresenta o projeto Green Tech Park

Iniciativa visa minimizar os impactos no meio ambiente

 

foto
Fabiano Hennemann, da empresa SAP
 
A Unisinos foi a primeira universidade da América Latina a receber a certificação ISO 14001, que padronizam os os processos relacionados à questão ambiental em empresas que causam algum dano ao meio ambiente com suas atividades e/ou se utilizam de recursos tirados da natureza. A proximidade com a universidade fez com que o Tecnosinos também adotasse as mesmas medidas para minimizar os impactos no meio ambiente. E prensando neste processo, o projeto Green Tech Park foi apresentando pela diretora do parque, Susana Kakuta, aos representantes das empresas durante encontro nesta terça-feira (7). 
 
“Nosso objetivo é consolidar a questão estratégica da Gestão Ambiental em todo o parque e, com isso, contribuir para o meio ambiente e trazer valor agregado para as empresas”, disse.
 
As organizações que fazem parte do Tecnosinos fazem parte da chamada “linha branca”, ou seja, não são consideradas geradoras de resíduos sólidos. Ao manter os critérios do ISO 14001 junto com a Unisinos, o parque tem características avançadas no cuidado com o meio ambiente. Para criar o Green Tech Park, a governança do Tecnosinos contou com o apoio das empresas âncoras que são consideradas fontes de motivação para que, com a implementação do projeto, as pequenas também possam adotar práticas sustentáveis.
 
Sistema
A política ambiental do Green Tech Park é dividida em níveis de maturidade. O primeiro segue os requisitos obrigatórios em lei; no segundo, boas práticas são aplicadas por todas as empresas ; e na terceira as práticas avançadas começam a ser desenhadas, como créditos de carbono, green building e eficiência energética.
 
O Green Tech Park do Tecnosinos já está na segunda fase, em que as empresas são apresentadas ao projeto e iniciam a aplicação do check list das boas práticas sustentáveis. Entre junho e setembro, o projeto chega à terceira fase onde a manualização das práticas e a capacitação acontecem. De outubro a dezembro, o Green Tech Park chega à fase de manutenção, quando as empresas farão a auto-implantação e o reconhecimento do projeto.
 
Fonte: Unisinos