Unisinos exibe filme sobre educação pela 1ª vez no Brasil

Girl Rising é do diretor e organizador de uma ONG, Justin Reeves

foto

Neste momento, 77 milhões de meninas sonham em ir à escola. Há alguns anos, um grupo de jornalistas se deparou com essa triste realidade e formou a ONG 10×10, que trabalha para mudar o mundo através da educação de meninas. A organização foi além e produziu o longa-metragem “Girl Rising”. O diretor da ONG, Justin Reeves (foto), depois de anos de pesquisas, selecionou dez histórias reais de meninas de diferentes partes do mundo. Em parceria com o diretor Richard Robbins, eles produziram cada uma das histórias e lançaram “Girl Rising” nos Estados Unidos em março deste ano.

O filme é narrado por Meryl Streep, Anne Hathaway, Kerry Washington e Selena Gomez e contado por um roteirista renomado do país de cada uma das meninas: Índia, Peru, Haiti, Etiópia, Camboja, Nepal, Afeganistão, Egito, Serra Leoa e Uganda.
 
Na próxima quinta-feira, dia 2 de maio, o filme será exibido pela primeira vez no Brasil, no Anfiteatro Padre Werner, no campus de São Leopoldo (SP) da Unisinos, às 19h30. “Educar meninas é a melhor maneira de mover as comunidades para longe da pobreza. O filme conta histórias de meninas de todo o mundo que vão inspirar as pessoas a agir com o apoio de parceiros sem fins lucrativos. Durante a produção do longa-metragem, eu mantive um relacionamento permanente com cada menina para garantir que ela era bem cuidada”, disse Justin Reeves, diretor da 10×10, que estará na Unisinos para debater a obra. Em 2012, Reeves esteve no TEDxUnisinos onde também falou sobre “Girl Rising”. Na sexta-feira, a sessão acontecerá no campus de Porto Alegre, onde Reeves também participará.
 
“Girl Rising” mostra como uma menina pode mudar a sua própria realidade, de sua família e da comunidade desde o momento em que ela começa a frequentar a escola. “No mundo todo, as meninas enfrentam barreiras em relação à educação que os meninos não enfrentam. Quando você educa uma menina, você pode quebrar os ciclos de pobreza em apenas uma geração. As meninas que são seguras, saudáveis e educadas crescem e se tornam agentes que contribuem para a sua comunidade. Elas podem se tornar mães que passarão seu conhecimento para seus filhos e educar os meninos e meninas da mesma forma”, conta Reeves.
 
O professor, diretor e roteirista Giba Assis Brasil vem a São Leopoldo para assistir “Girl Rising” e conversar com Reeves sobre a obra. A sessão é aberta ao público e começa às 19h30. Em Porto Alegre, Liliana Sulzbach, professora, diretora e produtora, mediará o debate com o diretor da 10×10. Na capital o evento é fechado para convidados.
 
Assista ao trailer abaixo.

Fonte: Unisinos