CAJU tem Oficina de Arte e Cultura Popular

A primeira etapa vai apresentar aos jovens o reisado e o maculelê

A CAJU realizará a primeira etapa da Oficina de Arte e Cultura Popular e apresentará aos jovens duas expressões da cultura popular: o reisado e o maculelê, entre os dias 10 e 12 de maio. O objetivo é proporcionar uma experiência de contato e vivência da ancestralidade e do enraizamento na cultura popular.

O reisado – herança da cultura dos povos simples e camponeses – é uma arte do ciclo natalino que mistura dança, canto e musicalidade, com muita cor e alegria. O maculelê resgata a ancestralidade africana, por meio dos batuques dos tambores, do estalar dos bastões e da dança, ritmo que traz à memória o cativeiro e a luta pela liberdade.

Segundo o coordenador da oficina, Edmilson Borges, essa vivência se remete à ancestralidade cultural da formação do que significa ser brasileiro. “O objetivo é trabalhar com os jovens o enraizamento no chão que recebe, mantém, solidifica e questiona as tradições populares onde o sagrado é vivido na laicidade do mundo”, afirma.

Fonte: CAJU