Loyola promove curso de formação para professores

Principal tema discutido foi a nova forma de inserção dos alunos na Universidade Federal de Minas Gerais

A UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) anunciou, em março, que adotará nos seus próximos processos seletivos o Sisu (Sistema de Seleção Unificada). A decisão anula o tradicional vestibular e a instituição passará a utilizar a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) como base para aprovação de novos alunos. Baseado nisso, o Colégio Loyola realizou um curso de formação de professores com o tema “Como as escolas vão se reinventar para dar conta das novas perspectivas na educação?”.

Segundo o palestrante, Roberto Valadão, professor no Instituto de Geociência da Universidade Federal de Minas Gerais, a nova realidade deve modificar o modelo de Ensino Médio das escolas particulares e públicas.

Para a diretora acadêmica, Mércia Almeida, idealizadora do curso, o momento foi muito proveitoso. “A capacitação de professores compõe um conjunto de cinco programas da direção acadêmica. A intenção é colocar o grupo em uma discussão coletiva do contexto atual do ensino, a partir de todas essas reformas que estão acontecendo, principalmente sobre a mudança no vestibular. Ver como isso nos afeta e como nós iremos trabalhar”, afirmou Mércia

Para a professora Isabel Brochado, o curso foi muito produtivo. “Eu valorizo muito o esforço que o Colégio faz de promover cursos para os professores. É muito boa essa interlocução entre o Loyola e a Universidade”.

Fonte: Colégio Loyola