Papa Francisco celebra pela primeira vez na basílica de São João de Latrão

A misericórdia e a paciência que constituem "o estilo de Deus" foram sublinhadas pelo Papa na homilia

 

foto
 
O Papa Francisco celebrou uma missa para diversos membros da Igreja local na Basílica de São João de Latrão, em Roma, no último domingo, dia 7. A misericórdia e a paciência que constituem “o estilo de Deus” foram sublinhadas pelo Papa na homilia. Papa Francisco recordou que este segundo domingo de Páscoa é designado da Divina Misericórdia. “A misericórdia de Deus: como é bela esta realidade da fé para a nossa vida! Como é grande e profundo o amor de Deus por nós! É um amor que não falha, que sempre agarra a nossa mão, nos sustenta, levanta e guia”.
 
Evocando o Evangelho do dia, com o apóstolo Tomé que se recusa a crer em Jesus ressuscitado sem antes ver as feridas da sua crucifixão, Papa Francisco fez notar o modo paciente como Jesus reage, dando tempo a Tomé para se voltar para Ele: “Tomé acaba por reconhecer a sua própria pobreza, a sua pouca fé. Meu Senhor e meu Deus: com esta invocação simples mas cheia de fé, responde à paciência de Jesus. Deixa-se envolver pela misericórdia divina, vê-a à sua frente, nas feridas das mãos e dos pés, no peito aberto, e readquire a confiança: é um homem novo, já não incrédulo mas crente.”
 
Ao concluir, o pontífice declarou: “Amados irmãos e irmãs, deixemo-nos envolver pela misericórdia de Deus; confiemos na sua paciência, que sempre nos dá tempo; tenhamos a coragem de voltar para sua casa, habitar nas feridas do seu amor deixando-nos amar por Ele, encontrar a sua misericórdia nos Sacramentos. Sentiremos a sua ternura, sentiremos o seu abraço, e ficaremos nós também mais capazes de misericórdia, paciência, perdão e amor”.
 
Na porta lateral da basílica, o Papa foi acolhido pelo cardeal vigário, beijou a cruz, saudou as autoridades presentes e descerrou uma placa, que mudou o nome da praça São João de Latrão para João Paulo II. Em carro aberto, o Papa passou junto da multidão que se encontrava no exterior da basílica. 
 
A Basílica de São João de Latrão, construída pelo imperador Constantino, é a mais antiga das quatro basílicas papais de Roma: a sua consagração, no ano 320, é celebrada anualmente no calendário litúrgico da Igreja a 9 de novembro. 
 
Fonte: Rádio Vaticana