Marina Silva participa de Fórum no Colégio Santo Inácio

A ex-senadora falou sobre como usar a questão da sustentabilidade contra o desinteresse por política

Recuperar os valores da sociedade por meio do engajamento pela sustentabilidade é uma das formas de combater a crise moral que o mundo atravessa, segundo a ex-senadora Marina Silva, que esteve no Colégio Santo Inácio, em março, participando do Fórum de Responsabilidade Social.

“Vivemos uma crise civilizatória referente à ética, e não podemos ficar fora da realidade, alienados quanto aos problemas que nos cercam”, afirmou Marina, que já esteve à frente do Ministério do Meio Ambiente e é militante da causa ambiental há mais de 30 anos.

Para os alunos que participaram do Fórum, a palestra da ex-ministra, que apresentou dados sobre a devastação ambiental no País, trouxe novas informações a respeito dos problemas que o Brasil precisa enfrentar. Para muitos, as informações que Marina Silva abordou eram novidades.

“Ouvir que a Amazônia é a responsável pelo Brasil não ser um grande deserto em várias áreas foi muito importante. Acho fundamental essa postura do Colégio de nos dar elementos para contestar a realidade em que vivemos e contribuir com mudanças”, comentou Rodrigo Armando, da 2ª série do Ensino Médio.

Marina Silva destacou a importância de uma mudança de postura, para que seja possível estabelecer um novo padrão de relações. “O desenvolvimento sustentável não é apenas uma maneira de fazer, é, sobretudo, de ser. Precisamos nos perguntar o que queremos ser enquanto civilização. O momento atual exige um esforço para além de um grupo, de um governo, de um partido. É um esforço da humanidade”.  A mudança de postura, que levaria a uma melhor distribuição de recursos, no entanto, não deve ser apenas fruto de ações governamentais, de acordo com a ex-senadora, que acredita que somente a vontade da sociedade brasileira trará a sustentabilidade econômica, social e ética.

A apatia dos jovens quanto à política não é, segundo a ex-senadora, uma peculiaridade brasileira. “Cada vez mais as pessoas descreem na política como a instância do bem comum. Há uma crise política no mundo inteiro, com movimentos em países como Espanha, França, Canadá e tantos outros. É uma demonstração de que as pessoas estão cansadas de serem passivas e querem ser protagonistas, inclusive nas questões ambientais”, afirmou Marina Silva.

Fonte: Colégio Santo Inácio