Reitor do Santo Inácio abre evento do Colégio Liessin

Padre Monnerat participou do primeiro Sabbath Cultural, evento que discuti com os alunos da instituição judaica assuntos atuais

O reitor do Colégio Santo Inácio, Pe. Luiz Antonio Monnerat, participou, no dia 22 de março, do primeiro Sabbath Cultural, evento promovido pelo Colégio Liessin, que realiza uma série de palestras para os alunos da instituição judaica.

O diretor do Liessin, Sergio Napchan, explicou que os temas do Sabbath Cultural nem sempre serão sobre peculiaridades de outras religiões, mas tudo o que esteja movimentando o pensamento da sociedade, como filmes, músicas ou pessoas.  

“No momento, queremos saber o que representa para a Igreja a escolha de um Papa latino-americano e jesuíta. E nada melhor para isso do que nossos vizinhos”, comentou Napchan, aludindo ao projeto “Vizinhos de portas abertas”, que promove encontros entre alunos do Liessin e do Santo Inácio.

Padre Monnerat falou sobre a história da Companhia de Jesus, da quebra de uma longa tradição da Igreja a partir da escolha de um Papa não europeu e porque, até então, não havia um Papa jesuíta.  

“Santo Inácio não queria que os jesuítas aceitassem sequer cargos como o de um bispo, numa época em que a Igreja dava a seus bispos poderes e prestígio que não existem mais nos dias de hoje. A vida atual é diferente, um bispo não tem mais o destaque de antes. O novo papa obedeceu a um chamado, a uma missão árdua. Ele já demonstrou que é um homem de hábitos simples, que gosta do contato com os fiéis, que se aproxima do povo. E o povo gosta dessa atenção, tão importante nessa nossa época”, afirmou Pe. Monnerat.

Fonte: Colégio Santo Inácio