Comitê Gestor de São Leopoldo encontra representantes na Unisinos

Atividades da universidade com vínculo com a administração pública foram temas do encontro

 

foto“A relação da universidade com a prefeitura de São Leopoldo nasceu há 44 anos e tem se fortalecido ao longo dos anos”, contou Cristiano Richter, diretor de Desenvolvimento e Expansão na abertura do encontro de representantes da Unisinos com o Comitê Gestor do município. O reitor, Pe. Marcelo Fernandes de Aquino,  recebeu o novo prefeito da cidade, Moacir Aníbal, na Sala Conecta, onde cada uma das atividades que a universidade mantém vínculo com a cidade e também os projetos em desenvolvimento que trarão frutos para a região. “Estamos criando o mundo que São Leopoldo merece”, disse.
 
Além do prefeito, participaram Daniel Schaefer, vice-prefeito; Valdir Mattos, secretário de Gestão e Governo; Sandro Cassel, secretário de Desenvolvimento Econômico e Social; Gilson Gotardo, secretário da Fazenda; Ademar Santos, secretário de Administração; Rosangela Maria dos Santos, procuradora geral do Município; e Felipe Nardi, coordenador executivo do gabinete do prefeito, fazem parte do comitê.
 
Richter apresentou as trilhas estratégicas da Unisinos para chegar ao objetivo principal, que é ser reconhecida como uma universidade global de pesquisa, e o Sistema Unisinos de Ciência, Tecnologia e Inovação. Nestor Pilz, gerente da Ação Social, mostrou os números das atividades realizadas em parceria com o município, como o Vida com Arte e o PEI. O diretor da Unidade de Graduação, Gustavo Borba, falou sobre as bolsas para funcionários e professores de São Leopoldo nos cursos de licenciaturas e os projetos em que os alunos atuam em prol da comunidade da região, como o PIBID, o PRASJUR e o PAAS. 
 
Alsones Balestrin, diretor da Unidade de Pesquisa e Pós-Graduação, também apresentou os projetos de pesquisa diretamente ligados à história do município, como o Núcleo de Computação Criativa e o sobre o patrimônio edificado de São Leopoldo. Os diretores das Unidades de Educação Continuada, Francisco Zanini; Serviços Acadêmicos, Artur Jacobus; Administração de Infraestrutura e Serviços, Marcos Baum; e Recursos Humanos, Vanderlei Langoni de Souza, também indicaram as ações e serviços prestados à comunidade e à prefeitura.
 
“As ações da Unisinos têm impacto direto no desenvolvimento regional e a articulação com o setor produtivo mostra que estamos no caminho certo”, disse o reitor. Um desses projetos é a construção da fábrica da HT Mícron no Tecnosinos, que será a maior da indústria de semicondutores da América Latina. “Muito da indústria produtiva do país se deve a iniciativas que começaram no entorno das universidades. A HT Mícron é um dos desafios mais inovadores, nesse sentido”, lembrou Ricardo Felizzola, presidente da Joint Venture que também participou do encontro.
 
O ITT Fuse e o ITT Fóssil também estavam no roteiro da visita, bem como alguns laboratórios da universidade que desenvolvem pesquisas que agregam valor para a região.
 
Fonte: Unisinos