Unicap realiza palestras sobre o Dia Mundial da Água

Iniciativa foi dos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia Civil e Ciências Biológicas

 

foto
 
Para comemorar o Dia Mundial da Água, dia 22 de março, a Unicap (Universidade Católica de Pernambuco) realizou nesta segunda-feira, dia 25, um momento de reflexão intitulado “Ano Internacional da Cooperação pela Água”. A professora do curso de Engenharia Civil, Graça Ferreira, e o professor dos cursos de Engenharia Ambiental e Civil, Walter Ferreira, foram os palestrantes do encontro. A iniciativa foi dos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia Civil e Ciências Biológicas e Instituto Humanitas Unicap.
 
Graça Ferreira abordou a seguinte temática: “Explotação de águas subterrâneas”. A professora ressaltou a importância do encontro e convidou a plateia para participar, de 15 a 17 de maio, do 7º Encontro Internacional das Águas, promovido pela universidade em conjunto com a Marinha do Brasil e Capitania dos Portos de Pernambuco.
 
A palestrante explicou sobre a impermeabilização do solo no Recife, onde a água da chuva não é absorvida pelo lençol freático. “Essa é uma consequência da urbanização. Agora, acontece muito é que a legislação não é respeitada em termos de deixar livres os terrenos como é preconizado nos projetos. Então, depois que, nas residências, edifícios e nos condomínios, se recebe o habite-se é muito comum se impermeabilizar as áreas desrespeitando a legislação. Acho que a conscientização ajudaria muito nisso, que as pessoas entendessem que a água que não infiltra, escoa superficialmente e, aqui no Recife, resulta em alagamentos, além do lençol não ser recarregado”.
 
Já o professor dos cursos de Engenharia Ambiental e Civil, Walter Ferreira, abordou a temática: “Licenciamento do uso da água pelos órgãos ambientais”. Começou a sua palestra explicando como o licenciamento se insere no contexto da gestão dos recursos hídricos e nos recursos naturais.
 
Por se tratar um recurso natural que foi considerado renovável e que, segundo o palestrante, não é renovável. Depois, falou sobre a questão institucional dos procedimentos de licenciamento do uso da água e sua contribuição para a degradação ambiental e do próprio recurso. “A água é utilizada para beber; para as necessidades humanas; para a produção industrial, onde se consome muita água; para a produção agrícola e atividades e serviços diversos, especialmente em áreas urbanas. Por incrível que pareça, a população ainda usa a água para jogar dejetos. A maior parte do uso que compromete os recursos hídricos é, justamente, o lançamento de efluentes industriais, de esgoto nos cursos d’água de modo geral”, revela o professor Walter.
 
Fonte: Unicap