Projeto Sala de Aula do Futuro chega ao campus de Porto Alegre

Graduação em Administração da universidade já tem a nova proposta

 

foto
 
A iniciativa Sala de Aula do Futuro está tomando ares de realidade no campus da Unisinos em Porto Alegre (RS). Durante a época de férias, sete ambientes foram redecorados segundo temáticas contemporâneas, com arranjo de pintura, adesivagem e mobiliário. O projeto saiu da concepção do tradicional para dar início ao plano da instituição de repensar o modelo de ensino universitário. Na volta, alunos dos cursos de Design, Administração – Gestão para Inovação e Liderança e Relações Internacionais se depararam com espaços reconfigurados e reinventados visualmente. 
 
Além de estimular a criatividade por meio da percepção sensorial, a ação tornou o aprendizado mais dinâmico e interativo. De acordo com Fabrício Tarouco, coordenador da graduação em Design e um dos responsáveis por essa primeira etapa, a proposta da iniciativa consiste na aproximação entre aluno e professor para incentivar o diálogo e a troca de informações. Na sala de aula em desenvolvimento pela universidade, o docente assume o papel de facilitador da construção coletiva do conhecimento, abandonando sua posição habitual em frente ao quadro para circular em meio à turma e, eventualmente, ocupar lugar no centro do ambiente.
 
Para Cristiane Rabello, coordenadora da graduação em Administração, reconfigurar espaços contribui com o todo da aula: “Ambientes com esses aspectos dão a opção de o professor trabalhar de diversas maneiras, não necessariamente apenas com recursos tecnológicos”.
 
Daqui para frente
O projeto Sala de Aula do Futuro segue em construção. A próxima etapa inclui reformular mais ambientes e estender a ação ao campus de São Leopoldo (RS), além de viabilizar metodologias que envolvam sistemas digitais. Gustavo Borba, diretor da Unidade Acadêmica de Graduação, fala sobre esse quesito: “O modelo mental do jovem é diferente daquele que temos. Os alunos que entrarão nas universidades em 2016, 2017, por exemplo, terão nascido no século XXI, no qual a tecnologia não é mais novidade, faz parte da vida cotidiana de cada um, assim como a televisão fazia parte da nossa vida no passado”. 
 
foto
 
Fonte: Unisinos