Conclaves da era moderna se destacam pela rapidez

Papa Francisco foi eleito em apenas 24 horas

 

foto
 
O Conclave que elegeu o jesuíta argentino Jorge Mario Bergoglio como o primeiro Papa da América Latina seguiu uma tendência na escolha dos pontífices: a rapidez. O Papa Francisco foi escolhi apenas no 5º escrutíneo, em apenas 24 horas de Conclave. Mesmo atravessando dois conflitos mundiais e profundas mudanças na sociedade, as escolhas do Vigário de Cristo, por parte dos Cardeais Eleitores, não levaram mais que 14 escrutínios, na eleição que Pio XII que foi a mais longa.
 
“Procurai, entre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito e de sabedoria, aos quais confiaremos este encargo”. Assim como está escrito no Livro dos Atos dos Apóstolos, era nomeado o Bispo de Roma nos primeiros séculos da história da Igreja, por mais de mil anos. Na escolha do sucessor de Pedro participava a comunidade de fiéis, o clero local e os bispos das proximidades. Não se tem dados precisos sobre a duração de tais escolhas, mas nos nove Conclaves desde o início do século XX se sabe que foram breves.
 
Pio X, de nome Giuseppe Sarto, Patirarca de Veneza, foi escolhido no 7º escrutínio, no 4° dia de Conclave, em 4 de agosto de 1903, após o veto imposto pelo Imperador Francesco Giuseppe ao Cardeal Secretário de Estado Mariano Rampolla.
A eleição de Bento XV, em 3 de setembro de 1914, há poucas semanas antes do início da Primeira Guerra Mundial, foi eleito em três dias e 10 escrutínios. O escolhido, o arcebispo de Bolonha, havia sido criado Cardeal há apenas três meses.
 
Já o Conclave para eleger Pio XI, o arcebispo de Milão, cardeal Achille Ratti, em 6 de fevereiro de 1922, o ano da Marcha sobre Roma, levou cinco dias e 14 escrutínios.
 
A eleição mais breve do século XX foi a de Pio XII. Foram necessários apenas três escrutínios em dois dias para eleger o Cardeal Eugenio Pacelli, Secretário de Estado de Pio XI, em 2 de março de 1939.
 
João Paulo I, o Patriarca de Veneza Albino Luciani, foi eleito como grande surpresa em 26 de agosto de 1978 no quarto escrutínio, no segundo dia de votações. E após somente 33 dias de pontificado, o sucedera, com grande surpresa, João Paulo II, o arcebispo de Cracóvia, Karol Wojtyla, eleito no oitavo escrutínio no terceiro dia do Conclave, em 16 de outubro de 1978.
 
O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, cardeal Joseph Ratzinger, entrou como favorito no Conclave seguinte, sendo eleito o primeiro Papa do terceiro milênio, no quarto escrutínio, após dois dias, assumindo o nome de Bento XVI.
 
Fonte: News VA