FEI participa da 19ª Baja SAE Brasil-Petrobras em Piracicaba (SP)

Na modalidade, a FEI é tricampeã mundial e em 2011 comemorou o heptacampeonato nacional

 

foto
 
Após oito meses no desenvolvimento e construção de dois protótipos de carros off-roads, com inovações tecnológicas, um grupo de estudantes do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana) já está pronto para buscar o octacampeonato da 19ª Baja SAE Brasil–Petrobras. A competição de engenharia será realizada entre os dias 14 e 17 de março, no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, em Piracicaba (SP). 
 
Nesta edição, os bajas da FEI estarão entre os mais leves da competição, graças ao uso de componentes em fibra de carbono. O FEI Baja 1 pesa 149 kg, enquanto o FEI Baja 2, durante os testes na FEI, chegou aos 145 kg. Em média, os concorrentes pesam 180 kg.
 
Na modalidade, a FEI é tricampeã mundial (2004, 2007 e 2008) nos Estados Unidos, e em 2011 comemorou o heptacampeonato nacional (2001, 2002, 2005, 2007, 2009, 2010 e 2011) em Piracicaba. A FEI é a instituição de ensino brasileira com a maior número de títulos nacionais e internacionais no gênero de veículo.
 
Os dois protótipos da FEI possuem recurso wireless, que permite ao piloto ter em tempo real, numa tela de LCD acoplada ao volante, obter informações como carga de bateria, tempo do motor ligado, velocidade e rotação. Na parte ecológica, a laminação do banco dos dois carros é à base de fibra de curauá, planta da família do abacaxi. Os carros também possuem instalação de um diferencial no miolo da engrenagem do eixo de saída, resultando em um melhor desempenho em curvas.
 
Competição 
Ao todo, a 19ª Baja SAE Brasil-Petrobras reunirá 81 carros, construídos por cerca de 1,6 mil estudantes de Engenharia de 68 instituições de ensino de 17 estados brasileiros, além do Distrito Federal.
 
Em Piracicaba, os bajas serão submetidos a testes de tração, aceleração, velocidade máxima e um enduro de quatro horas, em pista de terra cheia de obstáculos, na qual carros e pilotos são desafiados no aspecto resistência. Antes disso, as equipes apresentam o projeto para uma banca de juízes, todos especialistas das principais indústrias da área da mobilidade. 
 
As três universidades que alcançarem as melhores pontuações na soma geral das provas poderão representar o Brasil na Baja SAE Rochester (New York-USA, de 6 a 9 de junho de 2013).
 
Fonte: Maxpress