Voluntários do MAGIS se reúnem em São Paulo

Primeiro encontro refletiu sobre a importância do trabalho do voluntariado durante o evento

No último sábado, dia 16 de fevereiro, foi realizado em São Paulo, um encontro de formação de voluntariado para o MAGIS Brasil. O encontro reuniu mais de cem pessoas e teve como intuito apresentar para os voluntários a importância e a prática do trabalho durante o evento.

Há quatro tipos de voluntariado: Voluntário Local; Voluntário nas Experiências; Voluntário Peregrino e Voluntário do Programa. Dessa vez, dois tipos de voluntários foram trabalhados: o do programa e o de experiências. O voluntariado do programa é para as pessoas que vão ajudar em uma área específica do MAGIS, como logística e comunicação. Já o segundo voluntariado é para pessoas que desejam trabalhar diretamente com o coordenador de uma experiência, elaborando atividades e o cronograma, além de ajudar na orientação dos peregrinos.

Este foi o primeiro encontro de formação de voluntariado. Outros sete serão realizados, até o evento, nas cidades: Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Anchieta (ES), Manaus (AM), Recife (PE) e Curitiba (PR). No Rio e em Salvador, eles acontecem no dia 23 de fevereiro e 16 de março, respectivamente. Segundo um dos coordenadores de voluntariado, Ir. Davidson Braga Santos, os encontros nas duas capitais serão voltados para o voluntariado local, que envolve moradores da própria cidade e que querem trabalhar em atividades como distribuição de alimentos, tradução e organização de espaços físicos.

“Nas cidades do Rio de Janeiro e de Salvador, temos voluntários do tipo local. Por isso, a formação nessas cidades será um pouco diferente. Devem participar mais de cem pessoas em cada encontro nas duas capitais. Nas demais cidades, o número de voluntários deve ser de até 50 pessoas”, disse o jesuíta.

Já o encontro de formação para Peregrinos Voluntários acontecerá via internet, pois contará com a participação de pessoas de todo o mundo.

Segundo o Ir. Davidson, no encontro em São Paulo, que terminou com uma oração, foi possível sentir a expectativa dos voluntários.

“Os voluntários de São Paulo estavam muito animados. A princípio, havia muitas dúvidas, mas à medida que a tarde foi passando, essas dúvidas foram sendo esclarecidas e o ânimo redobrando. A captação de algumas cenas para a gravação do videoclipe do Hino do MAGIS foi também um momento muito importante, pois permitiu que todos se sentissem parte do processo de construção do evento MAGIS. Ao final do dia, estavam todos com o hino na ponta da língua. Fiquei muito emocionado quando cantamos o Hino na celebração”, finalizou o Ir. Davidson.