III Acampamento Inaciano reúne jovens no Ceará

Atividade foi uma parceria entre a paróquia do Mondubim e a Casa Inaciana da Juventude

O III Acampamento Inaciano da Juventude reuniu cerca de 40 jovens, entre 16 e 28 anos, nos dias 10, 11 e 12 de fevereiro, período de carnaval, no Monteiro dos Jesuítas, em Baturité (CE). O objetivo era proporcionar aos jovens momentos de retiro, conversa, partilha, lazer, oração e experiências, através da mística inaciana da contemplação de Deus. A atividade, realizada desde 2011, é uma parceria entre o Conselho Paroquial da Juventude da paróquia do Mondubim e a Casa Inaciana da Juventude (CIJ).

Segundo o Ir. Bira da CIJ o acampamento é importante por aproximar jovens engajados em pastorais e que sejam potenciais líderes. “Com o acampamento, queremos descobrir líderes nas comunidades de nossa paróquia que nunca tiveram uma experiência inaciana profunda como esta. Deste modo queremos promover a descoberta de lideranças nos grupos de jovens, nos grupos de crisma, enfim, onde tiverem jovens. Queremos também proporcionar uma experiência inaciana de busca e encontro de si, do outro e de Deus”, afirmou.

O Mosteiro dos Jesuítas foi escolhido por possuir um amplo espaço. Os jovens puderam montar o acampamento na quadra que fica no terreno da casa. Algumas atividades foram realizadas no campo, na mata e na montanha. As missas foram realizadas ao amanhecer e aconteceram no topo da montanha, na beira do rio e no mosteiro, jovens de paróquias vizinhas, dos estados de Pernambuco e do Piauí, também participaram do acampamento.

Durante o acampamento os jovens estabelecem laços de companheirismo e parceria. “Este ano o tema do acampamento foi “Eis-me aqui, envia-me!” e os formadores foram jovens, que proporcionaram momentos maravilhosos no aprofundamento da Cf 2013. As partilha e as conversas ao redor da fogueira, também são um ponto muito importante, e que ajudam a construir laços verdadeiros, de amizade, para além desses três dias. Assim, o jovem pode perceber que somos jovens que lutamos por uma realidade melhor na sociedade, na igreja e em nossas vidas, que temos uns aos outros e que somos amigos nesta luta”, disse Ir. Bira da CIJ.

Fonte: CIJ