Funcionários da Unisinos aguardam ansiosos volta das aulas

Veteranos e novos alunos iniciam atividades no próximo dia 27

 

foto
 
Férias, tempo de descanso, tranquilidade e saudade. Esta última é a realidade no campus São Leopoldo da Unisinos, onde a ausência dos universitários, que só retornam dia 27, deixa um ar um pouco melancólico entre os funcionários da universidade. Com corredores, salas de aula e laboratórios vazios, o campus aguarda o retorno dos seus personagens principais: os alunos. E isso se comprova nos depoimentos de funcionários que continuam trabalhando, mas que não veem a hora de voltar a atender e auxiliar as pessoas que são o motivo da existência da comunidade acadêmica. 
 
Durante janeiro e parte de fevereiro, Diouneia Lisiane Berlitz prepara aulas e anseia para voltar a auxiliar professores e cerca de 400 alunos que percorrem o laboratório de microbiologia da área das Ciências Biológicas e da Saúde. O silêncio é o que mais marca. “Sinto falta de conversar e conhecer os novos alunos”, diz. Há, mais ou menos, cinco anos, estudantes dos cursos de Biologia, Engenharia de Alimentos, Nutrição, Enfermagem, Farmácia, Engenharia Ambiental, Fisioterapia e também bolsistas dos Programas de Pós-Graduação na área contam com o apoio da funcionária, graduada em Biologia, Mestre em Controle Biológico de Pragas Agrícolas e Doutoranda no assunto. 
 
fotoO período que antecede as aulas também é de ansiedade para Jean Felipe Both (foto), segurança da universidade. “O campus fica solitário durante as férias. Para mim é sempre um prazer conversar e dar informações aos estudantes. Tanto que, muitas vezes, acabo fazendo amizade com alguns”, conta. Ele diz que o movimento faz falta principalmente à noite, quando ainda restam poucos funcionários no local. A expectativa para o período letivo é grande, pois Jean, além de funcionário e amigo, também será colega ao cursar Direito. 
 
Uma das áreas onde as conversas e a alegria dos estudantes fazem mais falta, é a das Ciências da Comunicação. Principalmente para Glicério José Reichert, funcionário da Unisinos há 33 anos que, atualmente, atua nos estúdios da TV Unisinos auxiliando cerca de 200 alunos por semestre. “Os alunos da comunicação são muito legais e eu sinto falta, pois me sinto útil em atendê-los”, diz. 
 
Fonte: Unisinos