Jesuíta recebe prêmio na Índia

Padre é pioneiro da academia de filmes no país

Um grupo de cinéfilos em Mumbai premiou um jesuíta canadense de 77 anos de idade, como “um pioneiro da academia de filme na Índia.” A Bimal Roy Memorial & Film Society concedeu o a homenagem ao Padre Gaston Roberge, que com a ajuda de Satyajit Ray, decano do cinema indiano, deu início a Chitrabani, um Centro de Comunicação Social, em Kolkata, a partir de 1970. O Padre Roberge foi Diretor do Centro por 26 anos, até 1996.

A motivação do prêmio se dá pelo reconhecimento por ter fundado Chitrabani, uma instituição única no setor e, assim, tornou-se um dos pioneiros do cinema indiano.

Além de fundar Chitrabani, Padre Roberge deu início ao Educational Media Research Center (EMRC), no St. Xavier College da Companhia de Jesus em Calcutá, o qual liderou até 1996. Depois de três anos como Secretário Executivo do Centro de Comunicação Social da Companhia de Jesus, em Roma, ele voltou para a Índia como Diretor do Departamento de Comunicação do St. Xavier College, em Calcutá, até 2001. Autor de 15 livros sobre cinema e comunicação, Padre Roberge é, ainda hoje, um membro do Departamento.

O Bimal Roy Memorial & Film Society foi fundado em 1997 para promover o cinema na Índia e manter viva a memória do famoso produtor de cinema Bimal Roy (1909-1966), reconhecido como o professor que deu vida ao período de ouro do cinema indiano nos anos 40 do século passado. 

Fonte: Cúria