Ex-aluno da FEI fala da importância dos valores do esporte para a carreira

Apaixonado por natação, Thiago Siqueira conseguiu aliar o amor ao esporte aos estudos

Ex-aluno da FEI, Thiago Siqueira ocupa o cargo de diretor de Engenharia e Tecnologia na Avaya e atribui parte do sucesso à disciplina aprendida com o esporte

Foco, disciplina e comprometimento são os valores que o engenheiro eletricista Thiago Siqueira aprendeu com o esporte e repassa para a vida profissional.  Aos 34 anos de idade, o ex-aluno da FEI, estudou Engenharia Elétrica com ênfase em Telecomunicações em 2001 e, atualmente, ocupa o cargo de diretor de Engenharia e Tecnologia na Avaya, empresa norte-americana líder no setor de solução em telecomunicação e telefonia empresarial, que está presente em mais de 90 países.

A paixão pela Engenharia acompanha Thiago desde a infância e o interesse pelas áreas de tecnologia e eletrônica surgiu antes mesmo de passar no vestibular, tanto que ele cursou técnico em eletrônica. Paralelamente a esta vocação, Thiago dedicou boa parte da vida à natação, o que permitiu disputas em diversas competições por todo o País. O engenheiro chegou a conquistar por cinco vezes o título de campeão brasileiro no nado borboleta, na categoria de 200 metros.

Mas a união do esporte com os estudos só foi possível quando entrou na FEI, graças ao complexo poliesportivo localizado no campus São Bernardo do Campo, quando começou a usar a piscina semiolímpica da faculdade. Este, aliás, foi um dos fatores que colaboraram pela escolha da FEI pelo estudante. “Além da credibilidade e vanguarda no ensino que a FEI tem, escolhi a Instituição por ter a possibilidade de treinar natação. E fazia isso muitas vezes sozinho, antes ou depois das aulas”, conta o engenheiro.

A infraestrutura da FEI permitiu que os treinos continuassem mesmo quando Thiago Siqueira conseguiu estágio na Arno, no quarto ano do curso, onde trabalhou na área de produção e automação. A carreira de atleta só foi encerrada quando ingressou como estagiário na Avaya, em dezembro de 2000, quando a decisão ocorreu por acreditar que a carreira de engenheiro seria mais promissora do que a de atleta.

E ele estava certo. Ainda como estagiário, atuou por um ano na área de pré-venda e, ao terminar a faculdade, foi efetivado como engenheiro de sistemas, cargo que ocupou por quatro anos. Posteriormente assumiu a gerência de produto, na qual era responsável pelo portfólio de produtos de comunicações unificadas.

Em 2008, foi convidado pela Avaya para tornar-se gerente da área na qual foi estagiário. “Em 2011 assumi a diretoria de Engenharia e Tecnologia, cargo que ocupo hoje, que engloba as áreas de pré-vendas, produtos e aplicações e reúne aproximadamente 25 pessoas”, ressalta.

Para chegar ao cargo, Thiago acredita que a aplicação dos valores esportivos como: foco, disciplina e comprometimento, foram e são importantes, principalmente na fase de formação. “Faço muita analogia com o esporte, pois tudo na vida é treino, e treinando é possível se desenvolver em todas as áreas. Até porque, o conhecimento é uma bagagem adquirida ao longo do tempo”, ensina.

Uma das metas de crescimento do executivo é assumir o comando da empresa, mas, para isso, pretende passar por outras áreas da companhia, como vendas e operações. Outro objetivo é ter experiência internacional. “Para alcançar meus objetivos utilizo o que desenvolvi na FEI: a capacidade de raciocínio rápido e de aprender sozinho”, acrescenta.

Fonte: FEI