Projeto Pescar forma adolescentes

O projeto atende jovens de 15 a 17 anos e oferece curso de informática, além de aulas socioeducativas

Turma da manhã

Unidade do Projeto Pescar, mantida pela ASAV (Associação Antônio Vieira), formou 38 jovens no mês de dezembro. Após 11 meses participando do grupo do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – Unidade Pescar, os estudantes receberam o diploma no Auditório do Colégio Anchieta, em Porto Alegre (RS).

O projeto que oferece para adolescentes de 15 a 17 anos, curso de informática, além de um conjunto de aulas socioeducativas e de formação, busca dar a oportunidade para que cada jovem amplie seus conhecimentos e desenvolva competências e habilidades para a vida profissional.

As aulas socioeducativas e de formação abordam a cidadania, a gestão para o trabalho, além de trabalhar com os jovens o teatro, o esporte, a espiritualidade, aprofundando a vivência social por meio de atividades técnicas, recreacionais e culturais, ajudando a fortalecer o protagonismo juvenil.

“Quando chegamos ao final de cada ano, esperamos que o jovem tenha adquirido conhecimento básico na área de informática e consiga se inserir de alguma forma no mundo do trabalho, mas o mais importante é perceber que o adolescente ressignificou sua visão de mundo, as relações com a família, com a comunidade e com a sociedade”, relatou o Assistente Social, Vinícius Américo, que acompanha os jovens ao longo do ano. No próximo dia 4 de fevereiro, 40 jovens darão início a uma nova turma.

Turma da tarde

Vivência

Depois de diversas atividades em sala ao longo do ano, os estudantes conheceram como é o dia a dia dentro de uma empresa. As duas turmas da Unidade do Projeto Pescar, participaram durante 2 semanas das rotinas de trabalho na ASAV, no Colégio Anchieta e na Unisinos Porto Alegre. Dez estudantes ficaram na Associação Antônio Vieira, divididos nos setores de Recursos Humanos, Comunicação e Marketing, Secretaria Executiva, Recepção e Informática.

Adaptado de: ASAV