Chegada do inverno preocupa JRS na Síria

Falta de suprimentos e bombardeios são problemas

 

foto
 
Como as chuvas durante o inverno em toda a região da Síria e a queda das temperaturas, o JRS (Serviço Jesuíta aos Refugiados) na Síria entregou a notícia preocupante de que há uma escassez de suprimentos de inverno. “Nós compramos o que precisamos e quando podemos. É difícil encontrar todos os suprimentos de que precisamos, e nunca é o suficiente em relação à demanda”, disse o diretor assistente do JRS em Damasco.
 
Por agora, o JRS conseguiu fornecer colchões e cobertores para as 3.000 pessoas em Damasco. No entanto, este número aumenta mensalmente e mais famílias são deslocadas em busca de refúgio na capital.
 
Na recente escalada da violência em Damasco, com bombardeios e tiroteios intensos em áreas de Damasco, tornou-se cada vez mais difícil garantir a aquisição e entrega segura de suprimentos de emergência para as pessoas deslocadas. No mês passado, o bombardeio em Aleppo derstruiu armazéns onde cestas de alimentos e outros artigos não alimentares foram armazenados.
 
“Temos 1.250 cestas básicas em estoque, isso vai durar mais uma semana. Depois disso teremos dificuldade de suprimentos para nós mesmos”, disse Tariq, um voluntário do JRS em Aleppo. “Estamos apoiando os mercados locais, tanto quanto pudermos, comprando em lojas locais. A maioria das indústrias de manufatura foram destruídas e por isso não podemos produzir nada”, explicou Abu Ahmed, do JRS em Aleppo.