FEI expõe nove propostas de veículos na 50ª MecAut

Projetos foram apresentados por formandos do curso de Engenharia Mecânica Automobilística

foto

Nove propostas de veículos criadas por estudantes do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana) estão expostas no campus São Bernardo, durante a 50ª Expo MecAut, exposição dos projetos de formatura do curso de Engenharia Mecânica Automobilística, sob a coordenação do professor Edson Esteves. A exposição vem com homenagens a personalidades que contribuíram para a sua realização nestes 25 anos. 
 
Os nove projetos são propostas inovadoras que contemplam versatilidade, menor consumo de combustível e emissão de poluentes e transporte de carga. A mostra será realizada no ginásio de esportes do campus São Bernardo (avenida Humberto de Alencar Castelo Branco, 3.972, bairro Assunção). Durante a exposição, um júri, formado por profissionais da indústria automobilística, vai eleger o melhor projeto. Serão analisados quesitos, como criatividade em inovação, conteúdo técnico do projeto e análise da viabilidade do projeto (custo x benefício). 
 
fotoNa área de pesados, os alunos desenvolveram o Zapp, veículo rodoviário de transporte de cargas (75% rodoviário e 25% urbano). A principal inovação do projeto é a instalação de um defletor pneumático, que reduz o coeficiente de arrasto em até 34%, consumo de combustível em até 13% e emissão de poluentes em até 12%. 
 
Já a proposta do Zwei é um subcompacto para dois ocupantes que tem como novidade o uso de um sistema de acoplamento removível para carga. Com foco na versatilidade e desenvolvido para os centros urbanos, o projeto possibilita que o tamanho do porta-malas seja fixado de acordo com a necessidade do volume de carga a ser transportado. São três opções: 225 litros, 470 litros ou 683 litros. 
 
Outro projeto é o Loaf, desenvolvido para o mercado de vans/utilitários compactos para carga. Com sistema flex, o veículo tem motor 3 cilindros desenvolvido para uso de GNV como principal combustível e etanol como alternativo. 
 
fotoMais projetos: 
Asus – O Asus é um compacto para dois passageiros para uso 90% urbano e 10% rodoviário. Com motorização downsizing multiválvula, o veículo foi projetado para proporcionar mais agilidade no trânsito.
 
FORMe – O principal objetivo do FORMe é viabilizar a utilização de um sistema de propulsão exclusivamente elétrico num veículo de competição e otimizar a aerodinâmica de um veículo tipo fórmula, mostrando a influência de aerofólios e difusores por meio de análises computacionais. Foi desenvolvido para pilotos de competição amadora ou mesmo que buscam lazer e pode ser usado em kartódromos e pequenos autódromos. 
 
KX– Outro veículo no segmento de compactos é o KX também para duas pessoas, destinado à locomoção entre o percurso residência/trabalho, visando conforto. O novo sistema start-stop do KX vem com motor pneumático, compresso, vaso de pressão (25 cm de comprimento) e válvulas de controle de pressão e direcionais. 
 
Moss – é um esportivo para cinco passageiros com curso estimado em R$ 220 mil, com a proposta de seguir a tendência de downsizing e facilidade na aplicação em motores de veículos ciclo Otto.
 
Munari – é um esportivo coupé, com capacidade para cinco passageiros, de uso misto: 60% rodoviário e 40% urbano. O preço está estimado em R$ 80 mil, compatível com os concorrentes. Oferece o mesmo nível de equipamento de série quando comparado a esportivos disponíveis no mercado e, segundo os formandos, é o único que oferece um sistema de transmissão manual. 
 
Type – com linhas inspiradas nos clássicos da década de 1970, o veículo é equipado com motor 3 cilindros, 1.6L, bicombustível, com taxa de compressão variável, ajuste da taxa de compressão para adequação ao combustível, injeção direta de combustível, aumentando a eficiência volumétrica, além de comando de válvulas variável (Tecnologia FPT Multiair) e maior potência em rotações elevadas para utilização em rodovias.