Papa na rede: Bento XVI estreia conta no Twitter para aproximar Igreja das pessoas

Expectativa é que conta na rede social seja uma das mais acessadas do mundo

 

foto
 
A partir desta segunda-feira, dia 3 de dezembro, o Papa Bento XVI estará presente no Twitter, uma das mais utilizadas redes sociais do mundo. O endereço para ´seguir´ o sumo pontífice é www.twitter.com/pontifex_pt, mas ainda não foi publicada nenhuma mensagem inaugural. Embora Bento XVI não navegasse na internet até então, pede com frequência a seus colaboradores que realizem buscas pela rede. E o sumo pontífice, de quase 86 anos, não é novo no uso do Twitter, já que no ano passado inaugurou o portal multimídia de internet do Vaticano, “News.va”, com uma mensagem através da rede.
 
O papa está convencido de que a Igreja tem que usar todos os meios de comunicação a seu alcance para divulgar o Evangelho e em vários documentos, o último a mensagem enviada aos jovens por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, lhes disse que eles têm que usar a internet para apresentar Cristo ao mundo. Nessa linha, além de usar a rede para divulgar as atividades do papa, a Igreja e a Santa Sé, há três anos o Vaticano criou um site conectado com a rede social Facebook, através da qual os usuários podem trocar postais virtuais do papa, discursos e mensagens do pontífice. Através desse site também podem receber notícias em formato vídeo sobre o Vaticano e o papa, na mesma linha do YouTube, onde o Vaticano também está presente.
 
Sobre o significado desta iniciativa a Radio Vaticano ouviu o padre António Spadaro, diretor da revista dos jesuítas Civiltá Cattolica e especialista em novas tecnologias e comunicação digital. “Eu diria que hoje, segundo a lógica da comunicação, as mensagens com sentido, e consequentemente as mensagens religiosas, não podem ser simplesmente transmitidas, mas têm que ser partilhadas. Portanto, as mensagens com sentido passam também através das redes sociais, como o Facebook, o Twitter e tantos outros, que se estão a transformar em lugares de reflexão e de partilha de ideias, de valores e de momentos de vida. Ou seja, nas redes sociais as pessoas partilham a vida, as respostas e as perguntas. E tantos líderes religiosos já estão no Twitter. Portanto, eu diria que é normal que o Papa tenha um account que faça referência a ele. Diria que quase que no fundo, o dia 3 de Dezembro de 2012, liga-se ao 12 de Fevereiro 1931 quando o Papa Pio IX lançava sua primeira mensagem via radio, através da Radio Vaticano. Portanto, creio que a presença do Papa no Twitter seja uma presença normal: ou seja, correta, adequada ao modo em que hoje o homem comunica”.