Ex-aluno de da Unicap ganha Prêmio Santander Universidades 2012

Conquista foi na categoria Empreendedorismo - Economia Criativa

 

fotoRogério Leite Araújo, ex-aluno do curso de Jogos Digitais e ex-estagiário da Assessoria de Comunicação da Unicap (Universidade Católica de Pernambuco), ganhou o primeiro lugar do Prêmio Santander Universidades 2012 na categoria Empreendedorismo – Economia Criativa.
 
Rogério Araújo, que atualmente cursa Engenharia da Computação na UPE, ganhou R$ 50 mil para investir no projeto Gigamigos (diagnóstico do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade por meio de jogos), que é orientado pelo professor Genésio Gomes, além de um curso de empreendedorismo nos Estados Unidos (EUA). O orientador terá direito a uma formação em educação empreendedora, também nos EUA.
 
Em entrevista ao Boletim Unicap, Rogério Araújo falou da sensação de ter ganho o prêmio. “A sensação é maravilhosa. Diante de milhares de projetos inscritos em todo o Brasil, só de ter sido o vencedor do Norte, Nordeste e Centro-Oeste já era algo grande, mas daí a conquistar o prêmio nacional e ser o primeiro colocado do Brasil na categoria de Economia Criativa foi mais que perfeito. Estou muito feliz com o resultado, isso é fruto do nosso trabalho na Playful. Agora é dar continuidade ao projeto com essa premiação e aproveitar o máximo do curso que farei nos EUA.”
 
A 8ª edição dos Prêmios Santander Universidades de Empreendedorismo, Ciência e Inovação, Universidade Solidária e Guia do Estudante – Destaques do Ano, distribuiu mais de um R$ 1milhão em prêmios, incluindo bolsas de estudos internacionais. Em 2012, foram mais de 10 mil projetos inscritos de 599 universidades.
 
Os 21 projetos foram escolhidos entre 49 finalistas de todo o país. De acordo com o presidente mundial do Santander, Emilio Botín, cada projeto apresentado “buscou de alguma maneira construir um Brasil mais forte e sustentável” e instigou os ganhadores a assumirem o desafio de “converter o escrito no papel em um produto, uma empresa com conceito inovador que beneficie a universidade, o país e, portanto, o resto do mundo”. Afirmou que com este prêmio, o Banco Santander “apoia as universidades em sua terceira missão: a de inovar e transferir seus resultados de pesquisa às empresas e, por extensão à sociedade, contribuindo de maneira direta ao desenvolvimento empresarial”.