Jesuíta é o maestro mais antigo do mundo

Padre australiano fará 100 anos em plena atividade

 

foto
 
O padre jesuíta Geoffrey Schneider (foto) foi declarado recentemente o maestro mais velho do mundo. O segredo da longevidade de 99 anos, segundo o próprio, é “muita paciência”. “Se as coisas vão mal, não precisamos nos desesperar, basta continuar com calma e as águas voltam ao normal, naturalmente”, afirma o padre que em dezembro celebrará um século de vida.
 
O padre Schneider tem ensinado em escolas de Sydney, Melbourne e Perth, na Austrália, contribuindo com o seu ensino para formar os valores dos jovens estudantes. Embora muitas pessoas mudem de trabalho ao longo da vida, e outros fazem planos após a aposentadoria, o Pe. Schneider não tem a intenção de acabar com o seu ensinamento, praticado por 47 anos no Colégio St. Aloysius, em Sydney, onde é muito popular.
 
No início dos anos 90 os estudantes pediram para propor o nome de um santo jesuíta de sua escolha para dar a um novo prédio escolar. Três estudantes, sem malícia, sugeriram “St. Schneider”. “Eu não me importava muito com essa homenagem, mas logo depois recebemos a notícia que não há novos edifícios dedicados a jesuítas ainda vivos, então eu achei bem legal”, completa.