CEAS participa de workshop para soluções urbanísticas em Salvador

Encontros terminam no próximo dia 26 de novembro

 

 
 
foto
 
O Centro Antigo de Salvador e seus arredores é a área escolhida como espaço para a realização do workshop “Que cidade é essa?”, promovido pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia (FAU/UFBA) em parceria com o CEAS (Centro de Estudos e Ação Social), que termina no dia 26 de novembro, na capital baiana.
 
O evento foi aberto no último dia 19 de novembro, com encontro entre estudantes, professores e comunidade, no Terreiro de Jesus (Centro Histórico) para percorrem os “esqueletos urbanos” e discutirem sobre o real potencial de aproveitamento e possíveis usos e destinações para os imóveis obsoletos dessa localidade.
 
A universidade já tem mapeado 120 imóveis vazios nesta área, mas as comunidades, representadas por cinco entidades: Associação de Moradores e Amigos do Centro Histórico de Salvador (AMACH), Moradores de Rua, Força Feminina, Associação dos Moradores do Centro e Adjacências de Nazaré (ACONC), Associação de Travestis de Salvador (ATRAS) poderão indicar outros imóveis e serão elas que demandarão as diversas necessidades de ocupação desses “vazios urbanos”, para que os estudantes possam produzir projetos arquitetônicas que atendam a esses grupos sociais que historicamente habitam e dão vida às áreas centrais e que comumente não são reconhecidos pelas políticas públicas.
 
Além do imediato suporte técnico que os projetos desenvolvidos no Workshop representam para as comunidades envolvidas, a ação de extensão vem contribuindo para o empoderamento destas comunidades, mediante debates e expectativas criadas pelos projetos.
 
A atividade contará com a participação dos estudantes e professores dos cursos de Serviço Social, Direito e Medicina da UFBA, além do curso de Urbanismo da Universidade Estadual da Bahia (UNEB). Esta perspectiva transdisciplinar tem o objetivo de desenvolver trabalhos que, além das propostas arquitetônicas e/ou urbanísticas, contemplem também as questões relativas à regularização fundiária e da ação social.
 
Este ano, além da semana intensiva de projetos do Workshop, será montada durante todo o evento uma “central de atendimento” em resposta às necessidades de caráter urgente da população. Esta “central de atendimento” contará com a participação de alguns serviços prestados pela UFBA e com os serviços da Secretaria Municipal do Trabalho, Assistência Social e Direitos do Cidadão (SETAD).