Unisinos lança Escola Politécnica

Objetivo é integrar ensino, pesquisa aplicada e extensão

No próximo dia 25 de outubro, durante o 2° Fórum Brasil-Coreia, que ocorre no campus da instituição em São Leopoldo, a universidade lança a Escola Politécnica Unisinos, que visa reunir cursos e projetos de várias áreas, integrando ensino, pesquisa aplicada e extensão em sintonia com as necessidades da sociedade.

Na busca da inflexão tecnológica e da internacionalização, a Unisinos começa a dar passos importantes para a concretização do objetivo. Um deles é o conceito de escolas. Na representação da escola está o professor Carlos Moraes. O decano explica que o objetivo é de ela ser reconhecida como locus (local) de excelência no desenvolvimento de produtos e serviços tecnológicos inovadores. “Estamos construindo uma sinergia entre as áreas de conhecimento, promovendo a internacionalização dos cursos num ambiente de empreendedorismo e inovação”, relata.

A Escola Politécnica compõe 30 cursos de graduação, divididos em bacharelado, licenciatura e tecnológica, nas áreas de Engenharia, Arquitetura, Tecnologia da Informação, Geologia, Ciências Biológicas, Gestão Ambiental, Matemática e Física. Além disso, são mais seis programas de pós-graduação estrito senso em Engenharia de Produção e Sistemas, Engenharia Mecânica, Engenharia Civil, Geologia, Computação Aplicada e Biologia, e cerca de 25 formações de curta duração, MBAs e especializações.

“Temos forte integração com os cinco institutos tecnológicos da universidade (em Ensaios e Segurança Funcional – ITT Fuse, em Desempenho e Construção Civil – ITT Performance, em Alimentos para a Saúde – ITT Nutrifor, de Semicondutores – ITT Chip e de Micropaleontologia – ITT Fossil) e estamos articulando a consolidação de parcerias com organizações públicas e privadas, como a que já temos com a Petrobras”, complementa Moraes.

 

Por que é importante o conceito de escola? Para garantir a:

– Excelência acadêmica

– Sustentabilidade

– Locus de empreendedorismo e inovação

– Compromisso com demandas futuras da sociedade

– Vocação internacional

– Sinergia

– Escala e produtividade

– Atividade em todos os espaços da universidade

Fonte: Unisinos