“Igreja subestimou povos não-ocidentais”, afirma Adolfo Nicolás em pronunciamento

Prepósito fez auto-crítica

 

“No passado, os cristãos e a Igreja procuraram demais as manifestações ocidentais da fé e da santidade”, deixando de lado o modo em que Deus atuou junto aos outros povos”. Foi o que disse em seu pronunciamento no Sínodo dos Bispos o Superior dos Jesuítas, Pe. Adolfo Nicolas (foto). “A Nova Evangelização deve aprender os aspectos bons e os menos bons da Primeira Evangelização” — recordou o Prepósito da Companhia de Jesus aos padres sinodais.
 
Fazendo uma autocrítica, Padre Nicolas acrescentou: “nós, missionários, não enriquecemos a Igreja Universal como ela esperava de nós. E todos nós ficamos mais pobres; perdemos de vista indícios, perspectivas e descobertas importantes”. “O passado nos ensina como comunicar hoje o Evangelho: no caminho da humildade, na consciência dos limites humanos quando se trata de expressar o Espírito, a simplicidade da mensagem, a generosidade e a alegria ao reconhecer a bondade e a santidade, a nossa vida como fator de credibilidade, de perdão e de Reconciliação, a mensagem da Cruz na negação de nós mesmos” — concluiu, falando na sessão da última quarta-feira.