Curso de Design da Unisinos é premiado no BRASIL DESIGN AWARD 2019

Premiação é a de maior representatividade da área no país

A Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) foi homenageada no BRASIL DESIGN AWARD 2019 como Instituição de destaque no ensino de Design. O evento foi realizado no Museu da Casa Brasileira, em São Paulo (SP), e organizado pela Associação Brasileira de Empresas de Design (ABEDESIGN), na quinta-feira, dia 21 de novembro. A premiação é a de maior representatividade da área no país.

Fundada em 2006 como uma aposta, a área de Design da Unisinos obteve crescimento expressivo ao longo dos anos. Atualmente, conta com três cursos de graduação, quatro cursos de especialização, um mestrado acadêmico, um doutorado, além de inúmeras ofertas de cursos de extensão e parcerias para desenvolvimento de projetos aplicados.

Fabrício Tarouco, coordenador do curso, comemorou o reconhecimento do trabalho, que considera ter sido uma “empreitada ousada” há 13 anos. Hoje, o curso expandiu-se consideravelmente levando o conceito de Design Estratégico além de seus horizontes e aplicando em tudo o que faz.

“Quando se começou a Escola de Design, em 2006, todos os esforços representavam uma aposta ainda. Passados 13 anos, temos desenvolvido projetos, formado e qualificado profissionais que possam propagar os conceitos de criatividade e inovação em todas as frentes que participam”, disse.

O orgulhoso coordenador relembra que em pouco mais de uma década de existência, o curso de Design da Unisinos, entre graduação, especializações e demais áreas de formação acadêmica, formou inúmeros profissionais de qualidade com destaque no mercado de trabalho.

“Cabe destacar a parceria com instituições nacionais e internacionais de ensino e com empresas dos mais diferentes ramos de atividade que permitem que todos projetos e conhecimentos trabalhados tem aplicabilidade prática, além do caráter inovador e transformador”, afirmou.

Para o Decano da Escola de Indústria Criativa da Unisinos, Carlo Franzato, o sucesso do trabalho pode ser também atribuído aos feedbacks positivos que têm sido gerados. “Nos motiva para melhorar ainda mais, de um lado, refletindo criticamente sobre nossas práticas cotidianas de ensino, bem como também de pesquisa e extensão, para entender como podemos aprimorá-las, de outro, trabalhar duro para que tais aprimoramentos se tornem realidades”, disse.

Para saber mais, acesse: bit.ly/2OR3cgU

Fonte: Unisinos (Porto Alegre/RS)